Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Retorno das atividades presenciais no IFSP Câmpus Catanduva em outubro

Publicado: Sexta, 01 de Outubro de 2021, 22h47 | Última atualização em Segunda, 18 de Outubro de 2021, 09h40 | Acessos: 411

Planejamento do Retorno das Atividades Presenciais para o mês de outubro

Com os desdobramentos da Pandemia, diversos esforços foram feitos pela instituição, seus servidores, alunos e familiares, para implementação do Ensino Remoto Emergencial, tais como regulamentação, capacitação, adequação de material didático, auxílios destinados a equipamentos, conectividade e alimentação dos estudantes, dentre outras medidas com vistas à continuidade de uma educação de qualidade e inclusiva de modo a observar, em primeira instância, a segurança de sua comunidade. Infelizmente, a dinâmica da pandemia e os riscos associados à circulação e ao encontro de pessoas estendeu o período de suspensão de atividades presenciais até o presente momento.

Dentro deste contexto, este documento representa o esforço do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Catanduva, em se preparar para uma retomada responsável e gradativa das atividades presenciais. Portanto, o documento apresentado deve ser entendido como um instrumento norteador que permitirá a transição de um cenário de crise sanitária para um cenário de estabilidade e controle da doença. Adicionalmente, entendemos que o retorno presencial das atividades de ensino deverá atender condições estruturais e pedagógicas que permitam a realização das atividades educacionais de maneira coerente com a realidade vivenciada, considerando também o atendimento com qualidade de toda comunidade estudantil.

O protocolo foi elaborado observando as orientações das autoridades públicas de saúde e o protocolo de biossegurança do elaborado pelo Instituto Federal de São Paulo. Visando o atendimento das especificidades dos diferentes cursos e áreas do campus Catanduva, foi constituída uma comissão com representantes docentes, técnicos administrativos e estudantes de todos os cursos, que tinham como responsabilidade realizar a comunicação com seus pares no intuito de estabelecer as demandas de todos os integrantes da instituição. Além disso, o protocolo constituído conta com o envolvimento de toda a comunidade acadêmica do Câmpus Catanduva bem como será apreciado pelo Conselho de Câmpus. Vale lembrar que é fundamental a colaboração e a participação de toda comunidade para que estas orientações sejam cumpridas e atendidas a fim de que possamos superar juntos e com segurança, este momento tão adverso da nossa história. 

Nesse contexto, no momento no qual for possível o retorno das atividades presenciais com segurança para todos os servidores, estudantes e prestadores de serviço, a instituição deverá estar organizada para prover as necessidades de adaptações e aquisição de insumos necessários, respeitando requisitos de segurança sanitária.  

Além disso, o documento reúne o planejamento estabelecido pelo campus em cada setor e curso específico de retorno das atividades administrativas e acadêmicas presenciais a partir do dia 4 de outubro de 2021. É importante enfatizar que o plano de retorno está orientado considerando os critérios sanitários estabelecidos pelas normativas institucionais, podendo o cronograma ser modificado diante da piora ou melhora dos índices estabelecidos.

Considerando o calendário do Câmpus Catanduva e as Portarias nº 4937/IFSP, de 1 de setembro de 2021 e nº 5227/IFSP, de 21 de setembro de 2021, todos os setores do  IFSP Câmpus Catanduva foram orientados a estabelecer um plano específico de  atendimento presencial com previsão de início a partir de 04/10/2021, considerando as  especificidades de cada setor. Dessa forma, diante dos protocolos sanitários existentes,  das atividades de cada setor e também do ciclo de vacinação dos estudantes e servidores  e necessidades pedagógicas dos cursos, cada grupo de servidores apresentaram suas  indicações para realização das atividades presenciais. 

Os setores administrativos vinculados à Diretoria Adjunta Educacional, Diretoria Adjunta Administrativa e Direção Geral de Campus estabeleceram alguns  critérios para o retorno presencial, sendo estes: atendimento em 2 períodos do dia, mínimo  de 2 horas por período e presença de 1 servidor de cada setor por período. Vale ressaltar  que esse planejamento será definido para o mês de outubro, podendo sofrer alterações  para os meses seguintes. 

 

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO PRESENCIAL DOS SETORES

  

Coordenadoria de Extensão - CEX

Coordenadoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação - CPI

Dia da Semana 

Horário 

Segunda-feira 

Das 16 às 20 horas 

Terça-feira 

Das 10 às 14 horas 

Quarta-feira 

Das 10 às 12 horas 

Das 14h30 às 16h30

Quinta-feira 

Das 10 às 12 horas 

Das 14h30 às 16h30

Sexta-feira 

Das 10 às 14 horas 

 

Coordenadoria Sociopedagógica - CSP

Segunda 

Terça 

Quarta 

Quinta 

Sexta 

Manhã

9h  às 11h 

Manhã

9h  às 11h 

Manhã

9h  às 11h 

Manhã

9h  às 11h 

Manhã

9h  às 11h 

Tarde

13h  às 15h

Tarde

13h  às 15h

Tarde

13h  às 15h

Tarde

13h  às 15h

Tarde

13h  às 15h

*Observação:  

Em caso de necessidade, os atendimentos poderão ser agendados em outros horários. 

 

Administração

Diretoria Adjunta de Administração - DAA

Coordenadoria de Licitações e Contratos - CLT

Coordenadoria de Contabilidade e Finanças - CCF

Coordenadoria de Gestão de Pessoas - CGP

Coordenadoria de  Manutenção, Almoxarifado e Patrimônio - CAP

Dia 4 

Dia 5 

Dia 

Dia 

Dia 8

Manhã

8h30 às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h30 às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

8h às 10h45 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

8h às 11h 

Tarde

13h às 16h30

Manhã

7h30 às 9h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Dia 11 

Dia 12 

Dia 13 

Dia 14 

Dia 15

Manhã

7h às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

FERIADO

Manhã

8h às 10h45 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h30 às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

 

Manhã

7h30 às 9h30 

10h às 12h

Tarde

13h30 às 16h30

Dia 18 

Dia 19 

Dia 20 

Dia 21 

Dia 22

Manhã

8h30 às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h às 9h 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

8h às 10h45 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h30 às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h30 às 9h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Dia 25 

Dia 26 

Dia 27 

Dia 28 

Dia 29

Manhã

7h às 10h30 

Tarde

13h30 às 16h30

Manhã

7h às 11h30 

Tarde

13h às 16h30

Manhã

7h às 10h45 

Tarde

13h30 às 16h30

 

Manhã

7h às 10h30 

Tarde

13h às 16h30

 

Manhã

7h às 10h 

Tarde

13h30 às 16h30

 

Biblioteca - BIB

De segunda a sexta-feira das 14h às 17h

*Dia 11/10 não haverá atendimento

 

Coordenadoria de Registros Acadêmicos - CRA

Período/Dia

Segunda 

Terça 

Quarta 

Quinta 

Sexta 

Manhã

7h10 às 11h

7h10 às 11h 7h10 às 11h 7h10 às 11h 9h30 às 11h30
Tarde

13h às 16h

- 13h às 16h - 12h às 14h
Noite  -  17h às 20h  -  17h às 20h  -

 

Coordenadoria de Apoio ao Ensino - CAE

De segunda a sexta-feira das 9h às 15h

Atendimento Presencial Coordenadoria de Tecnologia da Informação
Segunda feira
Terça feira
Quarta feira
Quinta feira
Sexta feira
Manhã
8:00
-
10:00 hs
10:00
-
12:00 hs
10:00
-
12:00 hs
8:00
-
10:00 hs
8:00
-
10:00 hs
Tarde
16:00
-
18:00 hs
16:15
-
18:15 hs
16:15
-
18:15 hs
Noite
18:00
-
20:00 hs
18:00
-
20:00 hs
Atendimento Presencial Coordenadoria de Apoio à Direção
A servid

 

Coordenadoria de Tecnologia da Informação - CTI

Período/Dia

Segunda 

Terça 

Quarta 

Quinta 

Sexta 

Manhã

 

07h às 09h   07h às 09h  
Tarde

14h às 17h

14h às 18h 14h às 17h 14h às 17h
14h às 17h
Noite 18h às 20h - 18h às 20h   18h às 20h

Coordenadoria de Apoio à Direção - CDI

Cronograma de atendimento em acordo com a Direção Geral, considerando 2 horários pré-definidos:

Segundas-feiras - 13h às 15h

Quartas-feiras  - 10h às 12h

 

Técnicos de Laboratório - Química

 

Segunda 

Terça 

Quarta 

Quinta 

Sexta 

Semana 4 a 8/10

14h às 18h

13h às 17h 14h às 18h 13h às 17h 14h às 18h
Semana 11 a 15/10

13h às 17h

FERIADO
13h às 17h 14h às 18h 13h às 17h
Semana 18 a 22/10 14h às 18h 13h às 17h 14h às 18h 13h às 17h 14h às 18h
Semana 25 a 29/10 13h às 17h 14h às 18h 13h às 17h 14h às 18h 13h às 17h
 
 

Técnicos de Laboratório - Indústria

Período/Dia

Segunda 

Terça 

Quarta 

Quinta 

Sexta 

Manhã  

8h às 12h

(Área: Mecânica)

8h às 12h

(Área: Eletrônica)

8h às 12h

(Área: Mecânica)

8h às 12h

(Área: Eletrônica)

 

8h às 12h

(Áreas: Eletrônica/Mecânica)

 
Tarde

13h às 17h

(Área: Eletrônica)

13h às 17h

(Área: Mecânica)

13h às 17h

(Área: Eletrônica)

13h às 17h

(Área: Mecânica)

-

Noite

18h às 22h

(Área: Mecânica)

18h às 22h

(Área: Mecânica)

18h às 22h

(Área: Mecânica)

18h às 22h

(Área: Mecânica)

18h às 22h

(Área: Mecânica)

 

Para o planejamento do retorno das atividades acadêmicas presenciais, foi indicado aos cursos a necessidade de atendimento da portaria nº 5227/IFSP, de 21 de setembro de 2021, que regulamenta as atividades presenciais a partir do dia 01/10/2021. Dessa forma, o grupo de docentes dos cursos, representados também pelos colegiados e núcleos docente estruturante foram orientados a planejar e propor um calendário de  retorno presencial, seguindo as etapas previstas na portaria n° 5227. Além disso, cada  coordenador de curso foi orientado a realizar uma pesquisa com os estudantes para  verificar qual a realidade do ciclo de vacinação dos estudantes, período de finalização do  ciclo de vacinação, interesse dos estudantes em retornar presencialmente e possíveis dificuldades para o retorno presencial dos estudantes. 

Dentro desse contexto, cada curso apresentou uma proposta de retorno das  atividades presenciais:

Técnico em Fabricação Mecânica

Após reunião realizada pela CEIC do referido curso, foi definido que as atividades presenciais irão iniciar a partir do dia 18/10/2021 e serão realizadas inicialmente apenas para os alunos com o ciclo de imunização completo, da seguinte maneira: atividades complementares, atendimento ao aluno, orientação de projeto integrador e práticas laboratoriais. Além disso, foi ressaltado também que as atividades durante as fases dois e três não poderão contar presença, ter caráter avaliativo ou ter conteúdo inédito.

Técnicos Integrados ao Ensino Médio

As atividades presenciais dos 3 cursos do Ensino Médio Integrado terão o retorno presencial programado para o início do mês de dezembro, considerando a data para o término do ciclo vacinal dos estudantes. As atividades serão propostas para atender demandas de componentes curriculares de forma individual ou em grupo. A definição de datas, temas, duração das atividades e outros detalhes pertinentes serão definidos até novembro e apresentados aos estudantes. Ainda ficou a sugestão para ser avaliada a possibilidade de solicitar aos estudantes que se inscrevam nas atividades para facilitar o controle dos docentes. As atividades deverão ser ofertadas até o final do período letivo do ano de 2021 para aumentar a oportunidade de participação de todos os estudantes. Buscando também a participação dos estudantes que estarão de forma remota, serão previstas formas de integrar às atividades presenciais os alunos que porventura não possam estar presentes presencialmente. Ficou definido que as atividades presenciais não poderão ser validadas com presença ou falta aos estudantes, ter caráter avaliativo ou conteúdo inédito, mas sim serem pensadas como atividades complementares. 

Licenciatura em Química

Os membros do NDE decidiram baseados em um questionário informativo respondido pelos docentes e discentes do curso, retomar algumas atividades presenciais, de caráter não obrigatório, a partir do dia 04 de outubro. As atividades não obrigatórias retomadas serão as seguintes: orientações individuais ou em pequenos grupos, atividades de pesquisa, ensino e extensão; atividades práticas de caráter acolhedor e integrativo a partir de projetos a serem construídos por docentes ou grupos de docentes, podendo incluir atividades de laboratório e outras.

Engenharia de Controle e Automação

O grupo de professores do curso se reuniram para indicar as atividades a serem realizadas no retorno presencial e definiram a data de 15/10/2021 para retomada da utilização do campus. Inicialmente com as atividades vinculadas à fase 2 (atividades de ensino, pesquisa, extensão e orientação de Trabalho de Conclusão de Curso) com um cronograma de uso das estruturas por discente. Já na fase 3 a proposta é desenvolver oficinas no contraturno do curso para a complementação de conteúdo, seguindo com aulas remotas para todos os componentes e turmas até o fim do semestre. Essas atividades não serão obrigatórias. Os conteúdos e formas de desenvolver os conteúdos e oficinas serão organizados nas reuniões subsequentes do curso. A proposta foi discutida no NDE do curso de Engenharia de Controle e Automação, sem modificações. 

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O coordenador do curso e o NDE indicaram que, diante das condições de desenvolvimento das disciplinas e também considerando o apontamento dos estudantes sobre a possibilidade da presença no campus, decidiu-se que não serão realizadas as atividades híbridas quando estas forem permitidas. Apenas o prof. Eros Schettini Roman pretende ministrar aulas híbridas no momento no qual o campus ingressar na fase 3 do protocolo do IFSP. As atividades vinculadas à etapa 2 do protocolo de retorno serão definidas com os estudantes, considerando as demandas dos mesmos e a evolução do ciclo de vacinação.

Pós-graduação Lato Sensu em Internet das Coisas (IoT)

Os professores do curso se reuniram e diante da caraterística do curso, considerando o desenvolvimento das disciplinas e conteúdos, e também da etapa na qual os estudantes estão no curso, as atividades presenciais serão retomadas no ano de 2022.

Pós-graduação Lato Sensu em Ciências da Natureza e Matemática

O curso de pós graduação em Ciências da Natureza e Saberes e Práticas Docentes possuem estudantes que estão realizados apenas atividades de orientação de TCC e, dessa forma, as atividades de atendimento serão definidas entre os estudantes e seus orientadores.

 

PROTOCOLOS GERAIS DE SAÚDE

Distanciamento Social

a. Distanciamento entre pessoas - Manter a distância mínima de 1,5 m entre as pessoas nas áreas comuns internas e externas;

b. Marcação das áreas de fluxo - Marcar áreas de fluxo de pessoas para evitar aglomerações, diminuindo o número de indivíduos no mesmo ambiente de forma concomitante, em respeito ao distanciamento mínimo de 1,5m;

c. Distanciamento em filas - Sinalizar, preferencialmente no chão ou em local visível, a posição em que as pessoas devem aguardar na fila, em respeito ao distanciamento mínimo de 1,5m;

d. Ambientes abertos e arejados (portas e janelas) - Manter, sempre que possível, os ambientes (salas, corredores, laboratórios e departamentos) arejados com as janelas e portas abertas;

e. Redução da circulação - Sempre que possível, evitar a circulação de alunos, docentes, servidores administrativos e funcionários nas áreas comuns e fora de seus ambientes específicos de aula ou de trabalho, por meio de escalonamento de horários de entrada e saída, intercalação de horários dos intervalos e alternância dos servidores no Câmpus de modo que cada setor tenha, pelo menos, um servidor para atendimento.

f. Regime de teletrabalho - Dar prioridade ao trabalho remoto sempre que for possível, especialmente para atividades administrativas. Esta proposta deve ser prioritariamente adotada para servidores considerados pertencentes ao Grupo de Risco;

g. Encontros virtuais - Dar preferência à realização de atividades de forma virtual, tais como reuniões, aulas e capacitações;

h. Canais digitais - Priorizar e incentivar o atendimento aos alunos, pais, responsáveis, funcionários, parceiros e comunidade externa por canais digitais;

i. Contato físico - Orientar os alunos, professores e funcionários para que evitem tocar nos próprios olhos, boca e nariz e evitem contato físico com terceiros por meio de beijos, abraços e apertos de mão.

j. Mobiliário - Movimentar mobiliário conforme necessidade, de modo que fiquem afastados por no mínimo 1,5 metros.

Higiene Pessoal

a. Água para beber - Disponibilizar água potável de modo individualizado. Cada pessoa deve ter seu próprio copo, caso o Câmpus forneça água em galões, purificadores ou filtros. Os bebedouros de pressão de uso comum devem ser removidos ou lacrados;

b. Higiene respiratória - Orientar os alunos, servidores e terceirizados para que sigam o protocolo relativo à tosse, ao espirro e à higiene respiratória (cobrir a boca e o nariz com

lenços descartáveis, descartá-los imediatamente em local adequado, higienizando as mãos com água e sabão ou álcool em gel, na sequência);

c. Higienização das mãos - Incentivar a lavagem das mãos com água e sabão ou higienização com álcool em gel 70% antes de entrar na sala de aula e laboratórios, ou nos departamentos antes do início do trabalho. Higienizar as mãos após tossir, espirrar, usar o banheiro, tocar em dinheiro, manusear alimentos cozidos, prontos ou in natura, manusear lixo, manusear objetos de trabalho compartilhados, antes e após a colocação da máscara. Será disponibilizado álcool em gel 70% em todos os ambientes e estações de trabalho para uso dos alunos, servidores e terceirizados;

d. Uso de máscaras - Tornar obrigatório o uso de máscaras ou protetores faciais por alunos, professores e funcionários em todos os ambientes internos e externos, incentivando o seu uso também no trajeto, seja em transporte coletivo ou individual, e em lugares públicos e de convívio social. Cada pessoa deve possuir a quantidade de máscaras suficiente dependendo do tempo que irá frequentar o Câmpus. Quando possível deverão ser disponibilizadas máscaras adicionais por parte do Câmpus;

e. Descarte e troca de máscara - Indicar aos alunos, servidores e terceirizados os locais específicos para descarte de máscaras descartáveis, bem como divulgar instruções de como colocá-las e retirá-las com segurança, recomendando trocas periódicas (a cada 3 horas ou quando a máscara fica úmida ou com sujeira aparente), de acordo com as indicações dos órgãos sanitários e de saúde;

f. Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) - Além do uso obrigatório de máscara, disponibilizar os EPIs (luvas, protetores faciais), principalmente aos terceirizados que trabalham em atividades de limpeza, retirada e troca do lixo, manuseio e manipulação de alimentos, aferição de temperatura e higienização de calçados, mobiliários, maçanetas, corrimãos, dispensadores de álcool em gel etc.;

g. EPIs reutilizáveis - Recolher e realizar diariamente, em local adequado, a desinfecção dos EPIs, tais como aventais, protetores faciais e luvas;

h. Vestimenta e acessórios - Lavar a roupa utilizada no ambiente de trabalho separadamente dos demais familiares, utilizar calçado fechado durante o expediente de trabalho; retirar os adornos (anéis, alianças, pulseiras, relógios, colares, brincos, etc.); manter cabelos compridos constantemente amarrados/presos; manter as unhas curtas;

i. Compartilhamento de objetos - evitar o compartilhamento de objetos pessoais de trabalho, tais como canetas, lápis, copos, vasilhas e outros objetos.

Limpeza e Higienização de Ambientes

a. Limpeza - Aperfeiçoar e reforçar os processos de limpeza e higienização em todos os ambientes e equipamentos, incluindo piso, estações de trabalho, máquinas, mesas, cadeiras dentre outros. Esse procedimento deve ocorrer no início e término de cada período de aula ou turno de trabalho, intensificando a limpeza de áreas comuns e de grande circulação de alunos, servidores e terceirizados durante o período de funcionamento dos prédios;

b. Produtos de limpeza - Preconizar a limpeza dos ambientes e superfícies com detergente neutro em seguida fazer desinfecção com álcool 70% ou cloro ou outro desinfetante, líquido ou aerossol, padronizado pelo serviço de saúde, desde que seja regularizado junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). c. Higienização dos calçados: Disponibilização na porta de cada setor um pano úmido com solução de água sanitária (25ml para cada litro de água) para limpeza dos calçados e trocá-lo sempre que esteja seco, ou cada 3 trocas por turno;

d. Lixeiras - Retirar o lixo diariamente. Disponibilizar lixeira com tampa com acionamento que permita a abertura e o fechamento sem o uso das mãos (pedal ou outro tipo de dispositivo, como acionamento automático);

e. Higienização da lixeira e descarte do lixo - Efetuar a higienização das lixeiras e o descarte do lixo frequentemente, separando e descartando o lixo com potencial de contaminação (EPI, luvas, máscaras etc.) em local isolado e de forma que não ofereça riscos de contaminação;

f. Portas e janelas abertas - Sempre que possível, manter as portas e janelas abertas, para evitar o toque recorrente nas maçanetas e nas fechaduras;

g. Tapetes e carpetes - O ideal é retirar ou evitar o uso de tapetes e carpetes para facilitar o processo de limpeza e higienização. Se a retirada não for possível, recomenda-se intensificar a limpeza e higienização;

h. Superfícies e objetos - Disponibilizar kits de limpeza aos funcionários e orientá-los para a higienização das superfícies e objetos de contato frequente antes e após o seu uso, tais como botões, mesas, computadores, maçanetas, puxadores e braços das cadeiras. Considerar o uso de borrifadores ou produtos aerossóis para higienização de superfícies que sejam inviáveis a aplicação de líquidos.

i. Condicionamento de ar - Manter o uso de ar condicionado nos ambientes apenas para ventilação/circulação do ar (não utilizar a função resfriar). Instalar e manter filtros e dutos limpos por meio de manutenções semanais;

j. Ambientes infectados - Isolar os ambientes nos quais a pessoa infectada com Covid-19 tenha transitado, até que o serviço de higienização seja realizado por completo;

k. Material/equipamento compartilhado - A higienização dos materiais e equipamentos utilizados pelos alunos, servidores e terceirizados deverá ser realizada a cada troca de turma e/ou turno de trabalho;

l. Cortinas e persianas - Manter as persianas e as cortinas recolhidas durante o dia. Se não tiver como evitar o uso, higienizar as mãos após manuseá-las, dar preferência ao Professor para manuseá-las.

m. Orientação às empresas terceirizadas de limpeza: Os funcionários terceirizados devem utilizar luvas e máscaras de proteção durante a higienização dos ambientes. Limpar de cima para baixo; do fundo para a porta; em um único sentido, para evitar a contaminação cruzada.

Banheiros

Distanciamento Social

a. Acesso - Demarcar no piso distanciamento de 1,5 m para organizar o fluxo de entrada nos banheiros e sanitários; controlar o acesso aos vestiários e banheiros, limitando o número de usuários de acordo com a metragem e instalações existentes (vide Tabelas 2, 3, 4 e 5);

b. Torneiras - Isolar o uso de torneiras alternadamente, caso estejam instaladas em uma bancada. Demarcar com fitas zebradas e adesivos as torneiras que deverão ficar fora de uso;

c. Mictórios - Isolar mictórios alternadamente, demarcando com fitas zebradas e adesivos os que deverão ficar fora de uso;

Higiene Pessoal

a. Cuidados individuais - Usar máscara. Facilitar o acesso aos locais utilizados para higiene e sinalizar a necessidade de lavar as mãos sempre com água e sabão ou álcool em gel 70%, após o uso do banheiro;

b. Toalha de papel descartável - Recomenda-se desligar os secadores de mãos e disponibilizar nos banheiros e vestiários toalhas de papel descartáveis para enxugar as mãos.

Limpeza E Higienização De Ambientes

a. Periodicidade da higienização - Higienizar vasos sanitários, assentos, válvulas de descarga, torneiras, dispensadores de álcool gel 70% e de sabonete, suporte para papel higiênico, maçaneta, pia e piso a cada três horas, observando-se o volume de usuários;

b. Lixo - recolher o lixo a cada três horas ou quando necessário, evitando o acúmulo ou permanência de lixo por muito tempo no ambiente;

c. Álcool Gel - disponibilizar dispensador de álcool em gel 70% dentro e fora dos banheiros e sanitários.

 

 

Documento aprovado no Conselho de Câmpus em 1 de outubro de 2021. ATUALIZADOcuArricu

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página